Weber - Saint-GobainWeber - Saint-Gobain

As etapas do revestimento

Para a execução do revestimento de um piso ou parede, podemos classificar os trabalhos a serem feitos em duas etapas: o planejamento e a execução.

PLANEJAMENTO

O planejamento é sempre necessário para executar um bom revestimento em piso ou parede. É nesta etapa que podemos detectar e solucionar possíveis erros, evitando problemas futuros. A correção de qualquer item, após o assentamento das placas de revestimentos, gera um atraso no cronograma da obra e mostra que o custo final de uma atividade não planejada pode ser muito superior ao custo de uma atividade planejada.

Listamos, a seguir, alguns itens que devem ser levados em conta em um planejamento:

FAÇA A COMPATIBILIZAÇÃO DOS PROJETOS (ARQUITETURA, ESTRUTURA, HIDRÁULICA, ELÉTRICA E IMPERMEABILIZAÇÃO)

Objetivos:
- prever camada de drenagem ou impermeabilização sob piso do pavimento térreo;
- verificar as limitações de deformações da estrutura, que influenciam no tamanho da placa a ser assentada;
- prever juntas de movimentação e dessolidarização;
- prever camada de regularização para embutir corretamente tubulações etc.

FAÇA A ESPECIFICAÇÃO CORRETA DA CERÂMICA*

Objetivos:
- melhorar a vida útil do seu revestimento (um exemplo de uso incorreto seria cerâmica com PEI baixo assentada em local de tráfego pesado);
- evitar acidentes (ex.: assentar cerâmica lisa em uma rampa, pois o correto é utilizar uma cerâmica antiderrapante etc.

*Consulte também:
- Critério de escolha do revestimento
- A escolha do revestimento com placas cerâmicas

FAÇA A ESPECIFICAÇÃO CORRETA DA ARGAMASSA COLANTE E DE REJUNTAMENTO*

Objetivo:
- evitar problemas no assentamento e também problemas futuros, principalmente de descolamento do revestimento, desgastes do rejuntamento etc.

*Consulte também:
- Orientações sobre argamassas colantes e de rejuntamento
- Guia de seleção de argamassas e rejuntamentos

FAÇA UM PROJETO DE PAGINAÇÃO

Objetivo:
- definir o desenho que as placas cerâmicas irão compor sobre a superfície, planejando as juntas*, cortes, interferências de aberturas**, ressaltos e pontos de hidráulica e elétrica.

Consulte também:
*Tipos de juntas e Esquema de localização de juntas
**Proteção de pontos singulares

 

EXECUÇÃO

VERIFICAÇÃO DAS FERRAMENTAS*

Motivo:
- a desempenadeira é o que regula a quantidade de argamassa colante que será aplicada na base. O uso de ferramenta incorreta pode acarretar em quantidade insuficiente de argamassa e consequente falta de aderência entre a placa e a base.

*Consulte também:
- Escolha da desempenadeira

VERIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI’S)

Motivo:
- os EPI’s são para a sua proteção.

FAÇA A VERIFICAÇÃO DA BASE OU SUBSTRATO*

Motivo:
- toda correção de nível, prumo, impermeabilização e caimento deve ser executada na base e não na argamassa colante de assentamento. A base deve apresentar resistência para receber o revestimento e suportar todos os esforços a que será submetida, por isso ela é um fator muito importante no sistema de revestimento.

Consulte também:
*Como fazer o preparo da base e diagnósticos de paredes e Como fazer o preparo da base e diagnósticos de pisos