Weber - Saint-GobainWeber - Saint-Gobain

Tipos de Juntas

As construções, de uma maneira geral, sofrem muito com as variações de temperatura (frio, calor, umidade, vento) e também com as sobrecargas. Consequentemente o revestimento também está submetido a tensões que chamamos de “movimentação”.

Para aliviar estes esforços impostos ao revestimento cerâmico, os projetistas devem prever formas de absorver ou aliviar esta movimentação, para evitar o destacamento da cerâmica. Uma forma de aliviar esta tensão é prever juntas no sistema de revestimento cerâmico. As juntas podem ser classificadas como:

JUNTA DE ASSENTAMENTO

Chamamos junta de assentamento ao espaço regular existente entre duas placas cerâmicas adjacentes. As juntas entre peças são muito importantes porque absorvem parte das deformações do revestimento cerâmico, permitem que as diferenças dimensionais entre peças ou placas sejam compensadas e facilitam eventuais trocas de placas cerâmicas evitando que outras sejam danificadas. A largura das juntas deve ser feita conforme recomendação do fabricante da placa cerâmica.

Material de enchimento: rejuntamento cimentício conforme NBR 14.992:2003, ou rejuntamento epóxi.

 

JUNTA DE DESSOLIDARIZAÇÃO

É o espaço regular, cuja função é subdividir o revestimento do piso, para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do próprio revestimento. Situada em mudanças de planos (quinas de paredes tanto internas quanto externas) e perímetro das áreas revestidas.

JUNTA DE MOVIMENTAÇÃO

É o espaço regular que define divisões da superfície revestida com placas cerâmicas. Sua função é permitir o alívio de tensões originadas pela movimentação da base onde é aplicado o revestimento ou pela própria expansão das placas cerâmicas.

JUNTA ESTRUTURAL

É o espaço regular entre estruturas cuja função é aliviar tensões provocadas pela movimentação do concreto.

Nota: As descrições acima são baseadas na NBR 13.753, 13.754 e 13.755. Estas descrições são apenas recomendações orientativas e não substituem a necessidade de um projeto específico para cada obra, que deve ser executado por um projetista habilitado e responsável pelo especificação do revestimento.